Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

25
Jun 10

Há sim senhor!..

 

Mas o meu está nos destaques!!!

 

magnetizado por Bibs às 08:53
Banda Sonora: Sweet disposition - Temper Trap

02
Fev 10

Amo-te desde o primeiro raio de sol até ao cair do pano. Amo-te muito antes de saber o que isso era. Amo-te no trânsito frenético, ao som dos caprichos da rádio. Levo-te comigo para todo o lado. E sei que sempre que volto, continuas à minha espera. Amo-te da ribeira até à foz, na tua timidez única, de luzes esbatidas. Amo-te na arrábida, na ida ou no regresso do cinema. Respiro-te, porque me dás vida. Amo-te do cais de gaia, onde consigo absorver-te em mim. Amo-te na baixa, na sé, na praia, no parque da cidade,... Soube desde a primeira vez que queria chamar-te meu. Sei-o desde sempre. Amo-te pela forma graciosa e subtil como me deste e dás tudo, mesmo quando nada te pedi. Amo-te por me encheres o olhar. Amo-te até pela forma rude e vil com que me magoas e me tiras o que não podia perder. Mas sei que me dás de volta. Por tudo isto... és o meu Porto. Amo-te Porto...

magnetizado por Bibs às 14:04

01
Mar 09

"For what it's worth: it's never too late or, in my case, too early to be whoever you want to be. There's no time limit, stop whenever you want. You can change or stay the same, there are no rules to this thing. We can make the best or the worst of it. I hope you make the best of it. And I hope you see things that startle you. I hope you feel things you never felt before. I hope you meet people with a different point of view. I hope you live a life you're proud of. If you find that you're not, I hope you have the strength to start all over again"

 

in The Curious Case of Benjamin Button

magnetizado por Bibs às 21:10

14
Jan 09

"I choose to hide
But I look for you all the time
I choose to run
But I'm begging for you to come
I wanna break
But I know that you can take
I stay a while
To be sure that you're by my side


Don't look at me, just look inside
'Cause I can go through
Tell me, are you goin' tired
Of what I don't do
I wanna see, I wanna fight
'Cause I don't feel scared
Honey, if you care

I choose to find

      (...)
Choose love, choose love, love"
 

magnetizado por Bibs às 13:51
sinto-me:
Banda Sonora: Choose love - Rita Redshoes

08
Out 07
Incrível. Yet, possible:
Teres uma coisa mesmo chapada à tua frente. Olhas vezes sem conta. E NÃO VÊS!!! (Não se preocupem, não bati com o carro num poste).
De Calimera passei a Tweety (sou uma avis rara) porque desta vez posso dizer: "Eu viiiiii!!!!! Eu viiiiii!!!!" É... a vida é mesmo assim. Como já disse, o seu grande fascínio é a possibilidade... a possibilidade de, neste caso em particular, poder mudar o que se viu.
_______________________________
Brincar com números...

55:24.27
5+5=10 (1+0=1)
2+4= 6
2+7= 9
1+6+9= 16
1+6.... = 7
É natural que tenhas um timming perfeito (ou não!) Mas fui eu que parei a contagem (",)
Simbologia do 7:
"O 7 é o símbolo da totalidade perfeita, do anúncio de uma mudança. Para além disso, é uma porta aberta do conhecido para o desconhecido: um ciclo encerrou-se, como será o seguinte?Sobre o 7, de acordo com relatos antigos, Hipócrates terá dito: “O número 7, pelas suas virtudes escondidas, mantém no ser todas as coisas; dá vida e movimento; influencia seres terrenos e até os conjuntos celestes”.7 é o número da conclusão cíclica e da renovação positiva, evocando todos os conjuntos perfeitos."
Eu: 7 letras no nome (já agora, tu também)
Dia 7: este maravilhoso ser (é só modéstia) foi trazido ao mundo
Fizemos a transição, naquele dia, do 6 para o 7.
Escrevi na 7a folha do bloco.
Também são 7 os pecados mortais... who cares?
Mais incrível ainda: 55, 24 e 27 são números marcantes para mim.
Ainda mais incrível: ter-me dado ao trabalho de pensar nisto tudo...
(E podia continuar aqui com as coincidências todas. São mais que muitas, até assusta. Mas prefiro deixá-las para outro dia, algures num zoológico perto de si... ainda bem que não és Tony Ramos, incorrendo no risco de te confundirem com um macaquinho!)
Há coisas fantásticas, não há?!
Mais um post enorme. Já merecem recompensa!

Sou tão ingénua quando quero.
Já agora, oiçam o cover da miúda SUPERpop, Lily Allen

07
Out 07
Um capricho pode durar uns tempos. É como desejar “ardilosamente” o casaco de caxemira pura, o carrinho bonitinho, o gadget, e toda uma panóplia de coisas dispensáveis que nos conferem a ilusão da felicidade, até se esgotarem e serem preteridos em função de novo capricho. O ciclo recomeça, a tralha amontoa-se, e como boa portuguesa tenho de acrescentar: o povo endivida-se.
Começo por dizer que sou filha única (das que sempre foi entusiasta de ter irmãos), mas caprichos tive muito poucos. Talvez haja uns quantos que não me lembro. (Provavelmente, algum boneco fashion que ansiei sem limites… ) Nunca pedi a TV no quarto, o telemóvel, o computador,... Lembro-me de pedir a aparelhagem, a viagem a Inglaterra e mais umas quantas ninharias que me fizeram imensamente feliz.
Ou seja, isto não pode ser capricho, porque:
1) não sou, por natureza, de caprichos;
2) depois de tanto tempo, já me teria passado;
3) se, efectivamente, fosse capricho, era passível de troca por outro capricho tangível.
Tendo em consideração as 3 premissas anteriores e acrescentado que há, indiscutivelmente, muitos caprichos tangíveis, concluo num misto de amargor, resiliência, satisfação e frustração:
Não é capricho. Assunto encerrado? Não…
Não sendo capricho, assolam-me 3 questões problemáticas:
1) Passar-me-á? 2) Quando? 3) Ou será tangível???
Até ao dia 3D (Decisivo ou Desarmante ou Delirante), acendo a velinha… Aliás, acendo a velinha electrónica, que agora até a fé se rende à high tech. Para quando o guide tour virtual ao santuário de Fátima? Se chegarmos a este nível, a nova igreja era dispensável…
Iremos teclar no msn para confessar pecados ao Sr. Padre? (A nossa tutela anda a fazer por isso: portáteis para os pupilos com net (pormenor irrelevante: 3 anos de subscrição obrigatória), wireless em quase tudo o que é patagónia de terra do Portugal profundo, fora os computadores oferecidos às Juntas de Freguesia (mais aquele que deram ao menino pastor que entrou numa grande reportagem e que era muito bom aluno. Ok, esse não foi a tutela). A penitência será paga como? Recebe-se um vírus? Ou faz-se trabalho comunitário eliminando spam da caixa de correio da paróquia?

Foi um raciocínio estrondoso até agora (ora, não é pretensiosismo balofo!) E esta última frase não vai fazer jus ao resto. Mas apetece-me (e se este apetecer é capricho, que se lixe):
Se "isto" tiver a dimensão da pequenez do mundo, sei que não posso largar este barco. É que a sua pequenez só faz com que ele demore pouco tempo a girar.

e como o outro disse, e bem:

“The world turns to bring us together”
Quanto tempo falta?

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO