Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

07
Nov 07
Inefável...

"Acordo na manhã de oiro
entre o teu rosto e o mar.
As mãos afagam a luz,
prolongam o dia breve.
Entre o teu rosto e o mar
ninguém deseja ser neve.
Ninguém deseja o veneno
da noite despovoada.
Acorda-me a tua voz,
nupcial, branca, delgada."

Eugénio de Andrade

magnetizado por Bibs às 08:20

No comments:
Já há novo barco na costa e nem se avisa o povo?
Cuko a 7 de Novembro de 2007 às 22:58

Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

17

19
21
23

29


me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO