Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

25
Nov 07
Ainda sou do tempo em que a mulher, dona de casa vitimizada, sempre à espera do seu amado e da catrefada de miúdos, se dedicava com afinco a todas as tarefas domésticas. A dona de casa submissa passava horas na cozinha, pondo amor em todos os petiscos, limpando o ninho, passando e lavando a roupa a ferro...
As reuniões da Tupperware eram momentos marcantes, em que se encomendava mais uma caixinha para guardar os biscoitos (home made e sempre com o Salazar por perto); havia até uma música que as senhoras cantavam em uníssono...
Pois bem, os negócios evoluem. Adaptam-se. Quase 40 anos depois, a tupperware ainda existe; ainda que tenha tentado acompanhar a evolução, a notoriedade sofreu um marcado decréscimo (possa, já há tuppelwales no chinês...).
Hoje fala-se em Tuppersex... desde acessórios, lingerie, cosmética, livros (onanismo!! Quêee??). Resta saber o que os "maridos" preferem...
magnetizado por Bibs às 12:32

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

17

19
21
23

29


subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO