Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

29
Abr 10

Estou à espera daquele que será o meu 3º leitor mp3.

O 1º era um verdadeiro espectáculo; tecnologia de topo na altura, com mega capacidade (hoje seria considerado uma verdadeira trampa).

Deu o tilt depois de ter apanhado apenas "algumas" gotinhas de mar em cima. Andou km comigo em cima da bicicleta (na altura em que eu tinha tempo de a tirar da arrecadação da garagem para fazer uma bruta rodagem pelo calçadão, houvesse chuva ou sol...). É um drama recheado de nostalgia e saudosismo, muito ao meu género de femme rendida à saudade.

O 2º era muito mais rosca, apenas com 4Gb, pretito e pequenino. Um verdadeiro companheiro no trabalho. Tinha uma playlist brutal no dia em que desapareceu das minhas gavetinhas da secretária, levado por algum(a) gatuno(a) ciumento(a)... Teve sorte, a playlist era way too better do que o mp34 de 30 euros...

Este 3º, é finalmente 1 ipod, merecidíssimo depois dos anteriores dissabores. E o melhor mesmo, é que vem à borliu para moi.

 

Merci

magnetizado por Bibs às 18:47

Como diria uma antiga cliente, "a minha metade" (expressão que sempre me fez uma confusão danada) é aquela pessoa que verdadeiramente me faz rir!!

Eis que a sua descrição do meu trabalho para os seres que puseram tal maravilhosa criatura no Mundo foi do tipo:

 

"Minha metade":

- Sim, ela vai para Bruxelas em trabalho.

 

Seres que puseram tal maravilhosa criatura no Mundo:

 - Mas porque vai? Do que se trata?

 

"Minha metade":

- Ela fez um artigo e mandou para lá. Foi aceite e agora tem de lá ir apresentar uma cartolina!

 

Seres que puseram tal maravilhosa criatura no Mundo:

 - Humm... ok!

 

Depois disto, quem precisa de mais credibilidade e prestígio?

 I'm at the top of the world!

 

magnetizado por Bibs às 18:38

Os dias têm sido intermináveis... Não me lembrava de uma Primavera tão acordada na minha vida.

Sabe bem ficar a trabalhar até tarde, quando os dias se prolongam em claridades e ainda chego a casa a tempo de sentir o último abraço do sol.

Às vezes gostava de saber como é ser totalmente fútil e deixar-me cair numa total passividade. Mas há sempre alguém atrás de mim, a pedir-me para não parar.

Ando cheia de projectos que parecem crescer de forma incessante. Hoje termino um, amanhã já o desafio é outro.

 

Nos entretantos...

 

Atomium, grand place, menino da coisita a fazer xixi (Manneken-pis) - we're COMING!

 

 

magnetizado por Bibs às 18:21
sinto-me:

23
Abr 10

Peço desculpa pelo meu pretensiosimo e por achar foleiro gostar de Florence + the Machine

Mas eu gosto desta música

E neste momento preciso dela

 

 

magnetizado por Bibs às 09:28

07
Abr 10

Seixal, Viana, Montijo e Oeiras. As cidades portuguesas mais saudáveis

 

Por algum motivo foi a Chosen one!!!


03
Abr 10

magnetizado por Bibs às 20:20
tags:

O regresso à terrinha reveste-se de um misticismo inexplicável.

Há algo diferente, um sentimento de aconchego.

Eu nasci no Porto. É no Porto que sou mais eu... É no Porto que começo e acabo... Mas um pedaço meu está aqui, e não posso perder este lugar de mim, correndo o sério risco de me perder.

 

Gosto de cá vir... Os dias aqui são mais longos, parece que o tempo pára. O tempo mente e diz que chega para tudo. Não chega, mas finge muito bem.

Durmo bem aqui. Como bem (demais) aqui... É quase visceral o prazer das antigas descobertas; os encontros com o sol e com as ruas em silêncio; o tocar do sino, límpido, puro, sem entraves. Um ou outro carro a passar, a buzina ao longe... Parece que os sons ecoam sem cessar. Os cheiros familiares estão por toda a parte. E os rostos reencontrados, já de tez enrugada e pouco enxuta, dão-me ideia que a vida tem de ser bem vivida.

 

Amanhã é dia de partir. Não parto com o desencanto de quem já tem a saudade do que acaba de deixar. Parto sabendo que, por poucas vezes que cá volte, vou seguramente gostar.

 

Pode parecer estranho, mas sinto que o tempo pára mesmo quando saio daqui. De cada vez que volto, olho em redor, muita coisa mudou mas, na essência, está exactamente igual. Como se esta cidade adormecesse num sono de paz de cada vez que me vê partir.

 

 

 

magnetizado por Bibs às 20:06

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
30


subscrever feeds
Visitantes úteis
Hit Counter
Free Web Counter
Dia fútil do mês
Related Posts with Thumbnails
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO