Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

13
Out 07
DIAS ASSIM:
Viagens de metro até aos confins, musiquinha boa, leituras em dia. </span>
Caminhadas matinais alegres, agentes 007 infiltrados num qualquer antro puro.
Começou. Os começos nunca são totalmente maus, já se sabe.
Mais caminhadas, confissões praxísticas, entrar aqui e acolá, leoas à solta, risos, confidências.
Comida indigesta, mais caminhadas, telefonemas e sms, mais compromissos, mais sorrisos, uma água aqui e acolá, registo de inconformidades na cozinha, apreciações globais de tudo e de nada, lojas de roupa.
No palácio, à procura de Da Vinci... "Até as árvores se esqueceram que estamos no Outono". Segurança que responde:
- Acho que essa exposição é no palácio. (Sim??? Nós estamos aonde??? Valha-nos qualquer paciência que possamos inventar).
E mais caminhadas, ***** hotel. Sem saber, o segurança tinha a sua razão: uma amostra da exposição estava mesmo no palácio, no hotel porto palácio. Aguçou a vontade de ir hoje ver o resto, no pavilhão Rosa Mota.
Ofertas de congresso para melhorar o pacote de "coisas inúteis que guardo para 1 dia deitar fora", o discurso eloquente do homem dos chás (um dos muitos momentos altos do dia):
- Vai querer de citrinos ou ananás?
- Pode ser citrinos.
- Isto vai fazer maravilhas pela sua vida!!! Torná-la ainda mais bonita, linda sem igual, a perfeição. E aí, vão ser só homens de Ferrari à sua porta, muitas flores, muito sucesso!! Vai ser rica!!
Meu caro senhor, faltou-lhe o principal para me convencer: independentemente do homem do Ferrari (não adoro Ferraris, prefiro outros...), dos milhões de rosas e de euros, não me disse que depois de beber o chá ia ter de volta aquilo que mais quero.
E não é que o raio do chá é mesmo bom?
Mais conversas, mais caminhadas, metro apinhado, deleite total com o Inimigo Público, Klaxons e Gossip, miúdo girinho a perguntar o que oiço. Só tive pena de perder os Clã...

A NOITE...
Levaste-me a jantar a um sítio tão igual a nós. Comida de conforto para um estômago ressentido. Ao fim de tantos anos, esta ternura continua tão viva.
Falamos pela noite adentro, tu lês-me cada palavra, já sabes o que penso. Também te conheço de cor. Brindes com motivo, a noite foi nossa. No plano A, no plano B, "nunca ninguém fez bem a conta do 3x3 à primeira vez". Sei que dos 10, tu pertences aos 2 que seriam incapazes de pular a cerca.
O Porto também é o nosso abrigo. O Zé Pedro é o nosso pano de fundo, depois são outros... Quis tanto saber disso como "Judas a cagar no deserto".
E de entre as 10, em que cinco são azeite, 2 boas mas horrorosas, outras 2 o que se procura em último recurso (bem educada), eu sei que posso ser "aquela". Aquela tua irmã para sempre.


"Tudo o que eu vi,
estou a partilhar contigo
o que não vivi,um dia hei-de inventar contigo
sei que não sei às vezes entender o teu olhar
mas quero-te bem..."

ERRATA: AMAR É A MELHOR COISA DO MUNDO

magnetizado por Bibs às 11:44

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

19

24
26

30


subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO