Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

09
Out 07
"Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marioneta de trapo e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo o que penso, mas, certamente pensaria tudo o que digo. Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam. Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz. Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormem. Escutaria quando os outros falassem e gozaria um bom gelado de chocolate. Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida vestiria simplesmente, jogar-me-ia de bruços no solo, deixando a descoberto não apenas o meu corpo, mas também a minha alma. Meu Deus, se eu tivesse um coração, escreveria o meu ódio sobre o gelo e esperaria que o sol saísse. Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre estrelas um poema de Mário Benedetti e uma canção de Serrat seria a serenata que ofereceria à Lua. Regaria as rosas com as minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e o encarnado beijo de suas pétalas. Meu Deus, se eu tivesse um pedaço de vida!... Não deixaria passar um só dia sem dizer às pessoas - amo-te, amo-te."
Gabriel Garcia Marquez
Há dias que começam assim:
MAL.
telefone parecia martelo depois de poucas horas de sono angustiado.
dor no corpo todo.
enxaqueca.
enjoo.
desespero.
tudo sem motivo aparente.

TEM DE HAVER MOTIVO???
(há motivo. ESTÚPIDO DO MOTIVO QUE TEIMA E PERSISTE)

(...)

Suspiro.

Estou de volta à realidade, por mais que hoje só me apeteça fugir.
Ter de viver todos os dias também cansa.


Detalhe (in)significante:


Julguei ver-te no pátio. Cabisbaixo, olhar vazio. Mãos nos bolsos, um andar que só podia ser teu.Senti o coração em descompasso, total desatino de um colapso de quem ama.Corri sem saber como. Sempre soube que ia chegar.Parei-te o vaguear, dei-te o silêncio e o sorriso. Abraçaste-me e sufocaste-me o medo. Chorei-te no peito a dor, escondi-me em ti. Ouvi-te o gemido, amparaste-me o pranto. Sossego, paz. Começo do fim das nossas angústias. Já não sabia respirar. Amei-te mais. Trouxe-te comigo. Amei-te mais. Prendi-te a mim, jurei partir contigo. Amei-te mais e demais.E acordei.


Moral da história: poucas horas de sono dão sonhos perfeitos; valha-nos isso

Seguimento: vingança no pedal. A4 com Arcade aos gritos. Rápido, muito rápido. À saída, polícia... (estremeci, suei em bica, ohhh nãooo%&##"!!**)

- Bom dia Srª condutora, é favor ceder-me os documentos pessoais e da viatura. (análise atenta de tudo e mais alguma coisa) Tem tudo em ordem, mas há um problema...

- Sim Sr. Guarda? (é desta...)

- A vinheta da inspecção não está muito visível. Aconselho-a a colocá-la no término do vidro. Pode dar multa de 30 euros.

- Ok. Vou tratar de mudar isso.

- Tenha um bom dia. Conduza em segurança.


magnetizado por Bibs às 13:44

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

19

24
26

30


subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO