Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

04
Set 07
Mágoa:
do Lat. macula
s. f.,
nódoa produzida por contusão;
marca;
fig.,
desgosto;
pesar;
tristeza;
amargura.

Nunca magoei por querer. Nunca percebi quais as palavras a dizer... nem as que se devem calar.
magnetizado por Bibs às 18:33

03
Set 07
Em primeiro lugar, tenho aqui de assinalar o término da época balnear... Mais uma coisita com pouco sentido, uma vez que o tempo tem estado óptimo desde então.
Fizeram-se festarolas de despedida por todo o lado, e o céu brindou-nos com um luar dos mais fabulosos de que me lembro. Enormeeee, tão grandioso que me abosrveu por completo. (quando tiver as fotos, partilho)
A dita silly season (de silly todos temos um pouco, todos os dias) foi-se, mas ainda há résteas da sua presença. Ontem fui ver Motel, mais uma prova viva que durante o verão há muito poucas estreias assinaláveis no cinema (este ano os únicos dois ovnis foram mesmo à prova de morte (gostava de ser do tempo das grindhouses) e talvez o documentário sobre a ocupação de uma herdade ribatejana - Torre Bela). Voltando ao Motel, saltei 2 vezes da cadeira (no caso concreto, poltrona - sala VIP uiuiui!) O fascínio do filme reside apenas no facto de querer recuperar um amor no meio de um cenário tétrico. O medo torna-nos fracos ou mais fortes? Separa-nos ou une mesmo aquilo que parece não ter união possível?
Diga-se que as intenções são boas, mas ficam-se mesmo por aí. Não se pode pedir mais (a menos que se possa dar um salto ao molhe)
Se quiserem rir, busca no youtube: Jamaica Guide Tour. Ainda nesta onda, não descurem hoje a série weed na 2, por volta das 23h...
E hoje é dia de decisões importantes, de reencontros, de conversas profícuas (oxalá).
Estou: siderada!!!
E irremediavelmente crente... sou mesmo humana!
magnetizado por Bibs às 11:56

De tantas escolhas possíveis, continuo sem entender o porquê desta. Talvez seja um sinal qualquer... ;p
"And look at you and me still here together

There is no one knows you better

And we’ve come such a long long way

Let’s put it off for one more day

And everybody knows where this is heading

Forgive me for forgetting

Our hearts irrevocably combined

Star-crossed souls slow dancing

Retreating and advancing

Across the sky until the end of time"


Oferece-se prémio de valor inestimável a quem adivinhar o autor (sem ajuda do google ou seus compinchas de busca, como é óbvio...) E não tentem ludibriar-me... Já não sou nenhuma inocente!
magnetizado por Bibs às 11:55

02
Set 07
Bom dia, boa tarde e boa noite.

Aqui vai o post de domingo, pouco inspirado mas com boas intenções.
Se continuar a ter fds destes, não sei não...

Air race - nunca uma prova em Portugal juntou semelhante multidão. Surpresa das surpresas - não achei grande piada. Mas a envolvente é para recordar!

Parece que o Mao já tinha ensinado o seu povo, mas a Mattel ignorou as suas sábias palavras...
"A felicidade e a boa sorte provêm da mão-de-obra barata, de um vontade indómita e de uma determinação férrea. Mas tirem-lhe sempre o chumbo!!!!" E no meio deste excesso de chumbo, pelos vistos comprei uma Barbie que também vinha contaminada. LOL Reclama-se, ganha-se. Ganhei um contrato vitalício com o sr. Uno. Ahhh pois é...

Coisitas engraçadas:
- Feira medieval com direito a recriação do casamento de D. Fernando com D. Leonor, Mosteiro de Leça do Balio, dia 6.
- Dia 14 e 15 no parque da cidade - festival porto sounds. Entre outros, Jorge Palma, The gift, cool Hipnoise.
- A não perder a exposição de Dali no palácio do freixo, até dia 14 de Novembro. Potenciem o vosso lado cultural (tento fazer o mesmo!)

Como fiz questão de realçar no primeiro parágrafo, o post é pouco inspirado. Obrigada aos que conseguiram ler até aqui!!! A vocês, dedico este somzinho bom, o sr. "Sony", tão zen quanto necessário neste momento

Jose Gonzalez - Heartbeats






magnetizado por Bibs às 18:04

01
Set 07
O que é que acontece quando tudo se torna demasiadamente previsível? Saturamos...
Paradoxalmente, tentamos fazer com que tudo seja o mais previsível possível.
Vejamos: fidelizamo-nos a marcas, repetimos até à exaustão as mesmas refeições (o mesmo será dizer que somos noefóbicos), frequentamos, invariavelmente, um espectro limitado de cafés, cinemas, restaurantes, lojas em geral. Lemos as mesmas revistas e jornais, acabamos sempre por ouvir as velhas músicas. Chegamos ao cúmulo de personalizar toques de telemóvel para já sabermos quem nos está a ligar... E no meio disto tudo, desta enormíssima algazarra de repetições, acabamos por sentir a necessidade de procurar alguma coisa que nos possa surpreender. Muitas vezes, só o fazemos porque nos recusamos a aceitar que foi o facto de termos decidido enveredar pelo previsível que nos conduziu à dita saturação.
(A frase de cima não me soa bem)No meio destas novas vivências aprendi uma nova definição de felicidade, muito pouco convencional... 1 vitelo, 1 pássaro e maços... (continuo a questionar-me!!!)
Ontem tive a folhear a treta do best-seller "Segredo". Um dos conselhos dado ao leitor é o de que escreva o seu desejo numa folha de papel, sem repetir exaustivamente de si para si aquilo que pretende. Como se fosse possível ter um desejo e não estar permanentemente a magicar nas formas de o atingir...
Eu escrevi em mim os meus desejos, sonhos, ambições (ou o que quer que lhes queiram chamar) há muito tempo. Ciente de que hei-de chegar a todos eles, ainda que o caminho possa ser sinuoso (também nunca gostei muito da dita previsibilidade e de facilitismos). O grande segredo, que nada tem de sigilo, é desejar com muita força. É desejar tanto que é impossível parar, buscar orientação na bússola, ou tentar saber quanto tempo falta. E como sempre, tal qual como um lema de vida... Um dia quando menos esperares, sem dares conta, sem teres pedido, de mansinho, ao de leve, sem pecado (ou com pecado original) mas por teres desejado tanto, vezes e vezes sem conta - eis que se torna real.
É impossível não acreditar.
magnetizado por Bibs às 17:53

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

19

23
28



subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO