Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

17
Set 07
Trip-Hop, sub género de música electrónica. É uma fusão de hip hop com dub onírico.
Aqueles moços fantásticos de Bristol estão cá amanhã.... Aiiiiiiii!!!! (Sim, Massive Attack) Aliás, o trip hop é também conhecido como som de Bristol.
O trip hop caracteriza-se por um ritmo mais brando (downbeats), se bem que dentro deste género se possam encontrar muitas variantes. Bandas como os Portishead e os Zero Seven também encaixam neste estilo.
(Dúvida esclarecida?? Wikibib,whatever you need)
magnetizado por Bibs às 23:32

Se hoje é segunda-feira, qual é o dia depois do dia antes do dia antes de amanhã?

Testes de QI... só acredito quando tenho bons resultados ;)
Se querem uma noite bem passada, com gargalhada à mistura, experimentem algo deste género:
(os termos brasileiros nem sempre ajudam, mas não é missão impossível)
Neste mesmo site, estão também disponíveis testes de raciocínio com palavras, números e imagens. Descobri que sou expert (genial mesmo!) em raciocínio com palavras e imagens (já com números, fico aquém das minhas prentensões...tenta-se)
Recordo-me de ter feito um teste de QI que saiu com a revista"Visão" e de me ter sentido tremendamente frustrada por ter tão poucas certezas nas respostas. Desta feita, correu bem melhor.
Protesto: contra greves/manifs absurdas, que semeiam caos no trânsito e não colhem frutos. Já todos sabemos que os OGM's são maus... E??? E o fumo de cigarro nos cafés? E o stress que resulta de ter de ficar com o carro encalhado até que meia dúzia de pessoas exiba glamorosamente a fatiota digna de um carnaval do rio, concebida para o digníssimo propósito de chatear automobilistas? Sempre me arrependi de fazer greve. Eram dias de pasto e inutilidade. Uma greve só faz sentido se for de massas. Agora com 3 dezenas (ou até menos) de pessoas... evidentemente que pouco ou nada trará.
Outra coisa: para gáudio dos mirones, saiu ontem do hotel porto palácio uma enormíssima comitiva sob grande aparato policial. Mais uma vez, toca a gramar com mais trânsito, inversão de sentidos de marcha, carros blindados em velocidade cruzeiro,... Mais valia: a polícia fechou os olhos a carros estacionados em lugares destinados a táxis... É evidente que com tanta solicitação, as forças policiais não podem ter olhos para tudo (bem haja!).
E tudo culminou no túnel junto à ribeira, com os fiéis a ensaiarem (aliás, a ECOAREM) cânticos de devoção (meia hora dentro do túnel a respirar monóxido de carbono). Expliquem-me só isto: porque é que se sacrificam pessoas, obrigando-as a passar no interior de um túnel horroroso, provocando um engarrafamento brutal, quando ontem estava um sol lindo, e poderiam ter ido pela ribeira a respirar um ar mais puro???
Sim, já sei que nem todos são bafejados com a sorte de ter um QI igual ao meu... por isso, não se pode pedir muito.
Já agora - a resposta à 1a questão, é segunda-feira!
magnetizado por Bibs às 22:59

16
Set 07

"Tenho saudades tuas/ Sempre que não te vejo/ Apeteces-me a sério/ És dono do meu desejo/ Não me estragues a alma/ Não me mexas no fundo/ Não dês cabo do plano/ Que se estende ao meu mundo"

Jorge Palma

Deu-se puro, naquela pureza contaminada e destruída que é tão própria dele. Cantou com a alma suja canções que limpam e que cicatrizam. Que nos abrem caminho para certezas. Decadência genial a de Jorge Palma. Será que há 11 meses e 1 dia atrás, foi tão bom como na passada sexta-feira? Há coisas que nunca vamos saber...

"Quantos pontos cardeais/ ficarão no cais da solidão?/ Quantos barcos irão naufragar/Quantos irão encalhar na pequenez/ da tripulação?"


Dali- fiz a primeira visita ao palácio do freixo hoje. Lembro-me de passar lá, em infância, quando a estrada lhe passava rasteira à porta. Louvável a reconstrução do espaço, o restauro dos frescos muito bem conseguido. E Dali... faltou apenas "persistência da memória", "O grande masturbador" e "Ovos estrelados sem o prato", obras que sempre quis ver de perto. Adorei a ilustração litográfica de Pantagruel, a tauromaquia surrealista, a bíblia sagrada (se bem que podiam ter traduzido os títulos dos quadros (nem todos percebem latim!!!)) nos 5 livros do antigo testamento e as ilustrações dos poemas de Mao Tsé (que pelos vistos foram publicados post mortem).

Já agora: sabiam que Dali fez o logo da Chupa Chups??? (em 1969).

Mais uma semana a caminho, quase reentrée da estação triste (quiçá feliz)... Os domingos são sempre semi depressivos, por mais que se tente!!!

Mens sana in corpore sano
(Porque é que o fêcêpê joga na terça??!)
magnetizado por Bibs às 20:49

14
Set 07
Ontem surgiu uma conversa sobre coisitas que me dão gozo, mas nas quais não penso muito. Hoje reproduzo aqui a minha lista oficial de pequenos prazeres. A ordem é totalmente aleatória. São só 30, porque foi o limite que me foi imposto.

- Acordar sem despertador, mesmo que acorde cedo.
- Cheiro a café torrado meia hora depois de acordar.
- Perfume.
- Caminhada na praia, descalça.
- Sms matinal de delícia.
- Sol.
- Chuva torrencial a bater na vidraça, quando estou arrochada no sofá.
- Telefone a tocar.
- Esplanada ao final do dia.
- Ler os títulos do jornal, do princípio ao fim.
- Unhas lindas.
- Massagem nas costas e no pescoço.
- Transpirar imenso depois de um grande esforço (podem chamar-me doida, mas sou mesmo assim).
- Nadar até me sentir esgotada.
- Rir, rir, e... rir
- Banho de imersão com direito a todos os extras. (este já pode ser um grande prazer...)
- Passeio pelo Porto de madrugada, em dias úteis.
- Andar de comboio.
- Bicicleta.
- Escrever.
- Cozinhar e ouvir elogios.
- Torcer pacotes de açúcar quando estou no café (sim, doida outra vez!)
- Andar de baloiço.
- Comer fruta colhida no momento.
- Velocidade.
- Fazer a ponte. (!)
-5 minutos diários de silêncio absoluto.
- Cheiro intenso a maresia à noite.
- Brincar com os meus cães.
- Ler rótulos nos super/hipermercados.

Confesso que não foi nada fácil. Falta imensa coisa nesta lista- os pequenos prazeres não têm fim. É um pequeno prazer poder constatar isso.

E agora, num jeito de desabafo...

Não gosto de fins. Nunca poderei ser uma boa escritora; sou assumidamente má para desfechos. Detesto despedidas.

Regressei quase agora de um adeus ad eternum.

"Para começar, dizer adeus não é dizer adeus. Suponho que a origem de adeus seja A Deus. (...) Mas dizer adeus é, na verdade, dizer olá. Ou até já. É dizer: vais, mas ficas dentro de mim."

Ironicamente, ontem "postei" uma frase de Woody Allen sobre a incerteza do que há depois da vida. Se todas as nossas dúvidas se dissipassem, se nos fosse dado o pesudo privilégio de nos saciarem estes temores, o que é que restava?

I don't know if my only fear of death is coming back reincarnated.
Sugestão musical: "The end has no end" - The strokes

magnetizado por Bibs às 15:14

Uma marca centenária que nos brindou-nos com 2 boas novidades:


- "Frosties" sofreram uma redução significativa no teor de açúcar;
- Lançamento dos "Multi Krispies", cereais prontos-a-comer (vulgo, cereal de pequeno-almoço) que contêm inulina. Destinam-se à população infantil.
(já sabem qual é a marca??)


Para quem queira saber mais:
A inulina é um polissacarídeo (ou seja, é um conjunto de açúcares) presente na raíz da chicória. Tem efeito prebiótico.

Um prebiótico é, por definição: “ Um ingrediente alimentar não digerível que afecta de modo benéfico o hospedeiro, estimulando selectivamente o crescimento e/ou a actividade de um ou de um número limitado de bactérias no cólon”. Simplificando... O efeito prebiótico não é mais do que o potenciar do crescimento de bactérias benéficas no intestino (é aquilo que ouvimos chamar de efeito Bifidus). Estas bactérias "boas" inibem o crescimento das "más", reforçam o sistema imunitário, estimulam a absorção de cálcio, ...

Não sou apologista de propagandear marcas, mas o boom de alimentos funcionais fascina-me. Saber que a escolha de um produto em detrimento de outro pode resultar em contrapartidas benéficas para a saúde, faz com que estes lançamentos mereçam aqui destaque.
Mas... não há bela sem senão... Ainda assim temos de olhar ao valor energétitco destes dois produtos, ao seu teor de gordura e de sódio. Não são produtos perfeitos! Apenas tentam lá chegar.
E não vos chateio mais com cientificidades... SARAVÁ
magnetizado por Bibs às 10:30

13
Set 07
Jurei que não faria deste blogue um sítio de opinião política, religiosa, desportiva (e até praxística). Gosto de polémica apenas em tertúlias de café, em que alimento conversa da treta horas sem fim. Mas esta semana tem sido exageradamente fértil nestas matérias... e apeteceu-me quebrar regras.

- 11 de Setembro. Que maneira tão pouco digna de assinalar uma data tão pesarosa. É escandaloso que a homenagem não tenha sido prestada no local da tragédia. As coisas más acontecem mesmo (lamentavelmente) e não podemos virar as costas, fingindo que o terrorismo é letra morta e que todas as guerras são santas.

- A UE já devia ter cedido em relação à integração da Turquia. Os recentes problemas em Ancara só vêm avivar esta necessidade. Seria, por certo, a solução para acabar com tanta sanguinolência.

- Portugal está a render-se à China... Um Nobel da Paz brinda-nos com uma visita e não tem direito a uma recepção oficial?? Primeiro surge a ideia de uma Chinatown em Lisboa (Maria José Nogueira Pinto no seu apogeu!), depois isto. Se queremos um verdadeiro "melting pot" ao jeito da "big aple", teremos de fazer mais e melhor. Já agora... Socialismo aonde?? Diria mais subserviência. Na última visita que Dalai Lama fez a Portugal, quantos portugueses conseguiu converter? Por acaso será algum terrorista radical?

- Inevitavelmente, tenho de falar no Scolari... Depois do empate com a Polónia, o cenário já estava negro (bem te disse que ver jogos da selecção contigo nunca dava bons resultados!!!). O Mister decidiu juntar-se ao grupo dos "bem comportados", e deu nisto. É suposto um treinador servir de exemplo... Dar tau-tau num jogador não traz vitórias.

(Pronto, já falei de política, religião e desporto... Para não rebentar bomba, não falo de praxe... nem da Maddie!).

Numa de relax, ficam dicas:

- Música: Spoon, álbum de 2007 "Ga Ga Ga Ga". Uma agradável surpresa, numa mistura de um rock muito "clean" com umas pitadinhas boas de piano. É o corolário perfeito num banho de espuma.

- Grandes frases: "Não sei se há vida depois da morte... mas uma coisa eu sei: depois da vida há morte" (acrescento: vivam bem a vida!); "- A comida deste restaurante é do pior. Ao que a amiga responde: "Sim, e ainda por cima as doses são pequenas!"" (simplesmente brilhante)

- Não tentem ver "Blood diamonds" sob o efeito de Actifed + Brufen (saíste-me cá um médico da treta!) É natural que sucumbam à "moca" nos primeiros 5 minutos.

- Amanhã começa Porto Sounds. Já referi, mas nunca é demais mencionar boas iniciativas (inda pra mais, à borla). O ano passado houve Xutos e Táxi. Este ano as cabeças de cartaz são Jorge de Palma, The Gift e vá lá, Cool Hipnoise.

- Se quiserem saber mais alguma coisa, procurem nas páginas amarelas online (quanto me pagas pela publicidade, hein? No mínimo, quero um jantar decente...) Ando a ver se não me esqueço outra vez das chaves, senão lá terei de ir procurar às yellow um perito em aberturas estonteantes (",)

- Last but not least, endereço para se "Simpsonizarem": http://simpsonizeme.com

"Vou-me abaixo com facilidade. Há dias em que não me apetece fazer nada. Noutros tenho uma dificuldade enorme em sair da cama - Sísifo empurrando o rochedo montanha acima não sente nem metade do meu cansaço. Espirro na Primavera, insolo-me no Verão, resfrio-me no Outono, hiberno no Inverno. Só isto são já 4 razões para amar a vida, não é? É, eu também acho que sim."

Mas a melhor razão, guardo-a para mim.

magnetizado por Bibs às 12:08

11
Set 07

Cuidado, Achtung, Atention, etc Quando vos pedirem uma foto, podem usá-la para fins pouco convencionais e que põem em causa o vosso bom nome!!!
Aqui está a Bibs "simpsnonizada" (podia ter ficado mais bonitinha!)
magnetizado por Bibs às 21:05

10
Set 07
1 - Novo acordo ortográfico: a partir de Janeiro de 2008, a palavra afecto passa a ficar mais pobre... Adeus "C". Estamos cada vez mais brasileiros. Numa altura em que cada vez temos menos tempo para distribuir afectos, eis que a nossa língua mãe acompanha a tendência, passando a poupar mais uma consoante. Desperdiço todo o tempo do mundo a amar, porque pura e simplesmente não vejo qualquer desperdício no tempo que dedico a fazer o que mais gosto...
2- Hospitais - burocracias sem fim, pessoas moribundas, maus tratos, más condições... Para que seja humanamente possível sobreviver num sítio destes, são necessárias muitas anestesias...
3- Viciada em mp3. Levo-o comigo para todo o lado. O autor do best seller "The world without us" (que está prestes a chegar aos tugas) afirma que quando a humanidade acabar, a marca mais duradoura será mesmo a música. O meu mp3 inda vai fazer história.
4- Festas. A-D-O-R-E-I. Cada minuto, de princípio ao fim. (A pinã colada será eternizada, pró ano há mais e melhor) É impossível esquecer o almoço de praia de que não me lembro!!! Pior mesmo é retomar rotinas... até à próxima festa!
5- Revolta contra factores "c", períodos de nojo ou afins. Dêm oportunidade aos que a merecem, ou que pelo menos fazem por merecê-la.
6- Não podia deixar de te agradecer. Pelas corridas contra o tempo, telefonemas fora de horas, surpresas sem fim; um autêntico fio-de-prumo (verticalidade inabalável, não ha vento que te faça vacilar). POR TUDO O RESTO... QUANTO NÃO SEI DIZER. Nunca te esqueças que nada se perdeu em todos estes anos. Na certeza de que as nossas diferenças nos tornam iguais.
7- Ratatui ("Ratatuille") tá no "ponto de rebuçado" (piada destinada aos que percebem minimamente de culinária).
8- Com este nevoeiro cerrado, era capaz de te reconhecer com 1 só toque.
9- Imaginary ordinary :)
10- O Porto-Liverpool tinha de ser no dia dos Massive?? (suspiro)
Sei: que ainda não perdi
magnetizado por Bibs às 20:39

09
Set 07



Uma fotografia deve conseguir transportar-nos. Deve ter a capacidade de despertar fascínio, de desencadear emoções, de fazer pensar...
Acho que Daniela Edburg conseguiu tudo isto na compilação de fotos sobre alimentos assassinos, sobretudo porque tornou possível reviver clássicos da 7a arte numa só imagem.
A primeira imagem, "Morte por bananas", conduz-nos ao cenário de Hitchcock em "Os pássaros". A outra, "Morte por algodão doce" é claramente elucidativa do tornado do "Feiticeiro de Oz".
Depois venham cá dizer que o grande artista é o que anda por aí a fotografar ambientalistas com hipotermia (subentenda-se, em pelota).
magnetizado por Bibs às 23:07

05
Set 07
O Universo conspirou a meu favor. Agosto péssimo, eu a trabalhar. Agora que o ritmo abrandou, sou presenteada com um verão tardio. Pode ser que ainda ganhe um bronze fenómeno...
Death proof (à prova de morte) - o dito "ovni" da silly season é mesmo muito bom. Aquela lap dance tá qualquer coisa (tá a dar ideias a muito boas cabecinhas)... e a banda sonora agarra-nos:
The Last Race - Jack Nitzsche
Baby, It’s You - Smith
Jeepster - T Rex
Staggolee - Pacific Gas & Electric
The Love You Save (May Be Your Own) - Joe Tex
Good Love, Bad Love - Eddie Floyd
Down in Mexico - The Coasters
Sally and Jack - Pino Donaggio
Chick Habit - April March
(lamento mas só conheço estas...)

Bob Dylan deixou que se fizesse um filme da sua vida. O sr. Folk-ácido-brando-whatever vai ser retratado nas suas 7 personagens, sob o título de "I'm not there". Certamente, vou querer lá estar. Ofereço, sem contraparidas, este trecho de "Visions of Johanna":

"Now, little boy lost, he takes himself so seriously
He brags of his misery, he likes to live dangerously
And when bringing her name up
He speaks of a farewell kiss to me
Hes sure got a lotta gall to be so useless and all
Muttering small talk at the wall while Im in the hall
How can I explain?
Oh, its so hard to get on"


Como nem tudo é boa vida, tenho que expressar alguma indignação - só burocracias! 1001 papeis sem objectivo. Fala-se tanto em choque tecnológico, mas continuam a sacrificar-se árvores sem conta e sem objectivo. Se somos uma aldeia global à distância de um clique, porque será preciso imprimir a papelada toda? Haja estupidez natural... Que por estes lados, brota o desejo... O desejo de que a papelada seja útil.


magnetizado por Bibs às 18:06

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

19

23
28



subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO