Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

07
Jun 10

Eu já venerava há longa data a banda sonora (não fosse ela do meu Vedder... o meu companheiro desde as adolescências até aos dias que hoje correm). Já cantava as músicas melodramáticas há muitoooooo tempooooo!..

 

E na passada quinta-feira, vi o filme todinho, até às 2 da matina (apesar da anunciada alvorada no dia seguinte). Sorvi cada minutinho com o Emile. Grande papel. Não só pela fome que o moço seguramente rapou para ficar com aspecto altamente anoréctico no final do filme, mas pela história em si.

Pela necessidade de fuga de tudo e de todos. Pela necessidade de isolamento e de ultrapassar todos os limites.

Pela grandiosidade da pequenez.

Pela fiel prova de que o extremo nunca leva a parte alguma.

 

Fez-me ter a certeza que a minha teimosia atroz nunca foi saudável e só me fez perder!..

 

Todos temos uma lição a tirar do "Into the Wild". É um filme triste e só, desanconselhado a pessoas propensas a insónias. É de chorar alguma baba e ranho. Não é definitivamente um filme que pudesse arrasar as bilheteiras. Mas é um grande filme.  

magnetizado por Bibs às 19:26
Banda Sonora: Long nights - Eddie Vedder

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
26

27
29
30


subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO