Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

07
Mai 08
Só passados 4 anos, 4 famigerados anos é que entendi a moral deste episódio:
Autocarro, 8:30, eu gelada e pálida, com alguém (que tal como eu, jamais olvidará este episódio) a dormir sentad(o/a) num dos meus pés e num outro, de uma senhora extremamente amável e bem disposta.
Autocarro faz paragem e a senhora em causa diz: "Por favor, ajude-me a tirá-l(o/a) dos meus pés, porque eu tenho de ir trabalhar; as noitadas não são para todos"...
Ora volvidos os tais 4 anos, eu gostaria de conseguir dormir na época da queima, uma vez que as noites não podem ser muito longas, fruto das manhãs tão precoces que tenho de enfrentar...
Ironia das ironias, acordo para o meu cafézito da manhã e dou sempre de caras com 5 ou 6 crentes que dormem "confortavelmente" num relvado onde há mais copos de plástico do que relva. E não se deixam demover pelas rajadas de vento nem pelo barulho dos carros que vão passando... nada!!!
E tenho saudades de ser "quase" assim... Em countdown para sexta!!!!
magnetizado por Bibs às 10:48

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO