Porque a vida não é um lugar comum. "Transmutar su carne en alma; luego su alma en sueño"

10
Mar 08
"Quem canta seus males espanta": dado o tenebroso dia de hoje, cantarei até que a voz me doa, a plenos pulmões.
E até escrevo a letra...
Eu sonhei, que o mundo estava a aparvalhar
E isso fez-me pensar
Em tudo o que me apetece mesmo fazer
Lamentei tudo o que quis e não fiz
Vou fintar qualquer obstáculo para concretizar
todos os meus sonhos
Apenas...
Tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar
E procurar, um quartito giro
para ir nanar
(no que concerne à parte do arranjar um emprego, gostaria imenso que o Ricardo Azevedo me explicasse a lógica dos versos: Só me falta arranjar um emprego/Para poder estar contigo/Só contigo...É que supostamente o emprego rouba tempo (e muito) às outras coisas. Adicionalmente, se houver o tal empregó, é impossível não estar com outras pessoas... mas perdoa-se o lapso e entende-se o amor de perdição!)
magnetizado por Bibs às 21:09

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
18
20
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


subscrever feeds
me, myself&I
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO